A volta do Warpaint

Dez anos após a formação, o Warpaint dá sinais reais do segundo disco. O álbum homônimo tem doze faixas. A terceira, “Love is to Die”, já rola na rede na versão de estúdio.

Embora mantenha as camadas suspensas e os fraseados singelos, a canção não deixa vislumbrar a pancada visceral post-rock que inaugurou a banda em The Fool. Fazer exercício de previsão para o álbum é bobagem. Vale mais a pena ficar ansioso com o documentário sobre as californianas feito por Chris Cunningham.

O inglês acompanhou as moças durante os últimos dois anos. Ele assina clipes sinistros do Aphex Twin e da Bjork — além de efeitos especiais de Alien 3 e outros hollywoodianos.

Quanto à demora da banda em lançar o segundo disco: será que é demora mesmo? A indústria musical sofre baixas e ainda aprende a lidar com a rede, mas a lógica do álbum parece mais arraigada ainda na imprensa.

Facebooktwitterredditpinterestmail
[ssba]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *