Escuta Só #4: Atlas Genius, Goldroom, Cyclopean, Last Japan, Jonas Rathsman, The xx, Psilosamples

Finge que hoje é segunda e que o regime de semana passada continua. O Escuta Só #4 tem pra todo tipo, todo gosto.

Devagar, quase disparando, o cover do Atlas Genius para o xx. É intimista no tom da faixa, outrora abrasiva nos dedos de Jamie xx.

Ainda nos australianos, esse remix bem-vindo do Goldroom. Quase um rearranjo, não fosse a cobertura teclada e os conhecidos toques eletro do cara que bate carteira por aqui.

Pra dificultar a digestão, a fritação oriente-orientada do Cyclopean. Não precisa conhecer o nome da banda pra entender do som. Basta saber que ela junta a piração de Jaki Liebezeit e Irmin Schmidt, krautrockers do Can, ao experimentalismo de Burnt Friedman e Jono Podmore. É o tipo de coisa que sintetiza festivais de música como o Sónar.

O dois em um do produtor britânico Marco Giuliani aka Last Japan. Pós-dubstep de gravidade quase imperceptível carregado pelas escalas e repleto de quebradas glitch.

A quase cereja do bolo nas mãos do sueco Jonas Rathsman. Impressiona a sobreposição de house noventista, antes da era Daft Punk e Cassius, ao uptempo suave com samples modulados. De quebra a levada chill costurando toda a faixa. Tudo isso feito hoje.

E a cereja do bolo, válida pela sobremesa toda, é também um retorno ao início da lista. A destreza do DJ Oneman não reside tanto na adição dos elementos de deep house como o four-on-the-floor ou os vocais cortados. A maestria está na escolha. Coube como luva à canção do xx.

Como café, menção honrosa pro que tem saído de bom daqui — olha que o Chico Dub já disse, colocando o MC Federado na Spin. A vez é do Psilosamples seguindo na sua exploração de espaços inóspitos, qual a trilha sonora do saudoso Glub Glub.

Facebooktwitterredditpinterestmail
[ssba]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *