Escuta Só #6 – London Grammar, Disclosure, Classixx, BOY, Machinedrum, Mahmundi

I ate music

O London Grammar reabre a seção de regimes musicais com a bonita versão para o single do Kavinsky. A sofisticada voz de Hannah Reid reitera o tom soturno da faixa em detrimento da aura oitentista, mas em favor de uma roupagem trip hop.

A sequência também é do trio britânico. A parceria deles com os conterrâneos (e habitués do blog) Disclosure foi revisitada pelo produtor Paul Wooldford. Embora já fosse de pista, a faixa agora cabe pra horários mais noite adentro com um pouco da acidez que se adequaria bem ao Hot Chip.

Quebrando o clima vem a faixa do Classixx em parceria com a ex-LCD Soundsystem Nancy Whang. Pra cima e sem muitas novidades, a canção é salpicada de efeitos escalados alegremente.

Quem também não inova e põe pra cima é o duo BOY. Formada por Valeska Steiner e Sonja Glass, a dupla segue a cartilha das mais coloridas composições da Feist, do Arcade Fire e do Belle & Sebastian: palmas, corais e umas teclas de piano em uma(s) oitava(s). Que mal há nisso?

Daí pra quebra glitch e tiltada do Machinedrum em “Eyesdonlie”.

E fechando a casa em casa, a nova da Mahmundi. Faz lembrar Marina Lima, mas a caixa estirada e os acordes roqueiros deram lugar à bateria eletrônica suavizada por texturas eletrônicas.

Facebooktwitterredditpinterestmail
[ssba]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *