Friends ou mais uma banda do Brooklyn

O Brooklyn é um lugar mágico.  Ao menos a imprensa mundial de música me faz crer isso. Salvo engano, se uma banda norte-americana vem do Brooklyn, ela deixa na hora de ser mais uma “banda norte-americana” e passa a ser uma “banda do Brooklyn”. Pois é lá no distrito novaiorquino que surgiram nomes como Lou Reed, Jay-Z, Mos Def, Clap Your Hands And Say Yeah, MGMT e, mais para 2012, o Friends.

Não bastasse a origem que já vem a tira-colo, o Friends bem que gosta de mostrar onde nasceu — nasceu mesmo, porque foi dividindo um apê no bairro que a banda surgiu. As ruas da terrinha estão no seu primeiro clipe, “I’m His Girl” , totalmente gravado com uma Super 8 (aquela que ficou cool por causa da Lomo, da Lana Del Rey e do último filme do Spielberg) e com uma atmosfera oitentista, do saudoso início do hip hop que, vejam só, aconteceu também ali no Brooklyn.

O clipe é, na verdade, uma dica do que esperar da banda. Segundo a publicação francesa Tsugi, o Friends se autodefine como “weird pop com um toque de tropicool”. Seja lá o que isso quer dizer, isso significa uma volta ao disco e ao R&B, bem como o uso de linhas de baixo pegajosas, uma cozinha versátil e alguns truques eletrônicos. Esqueci de mencionar que nessa categoria bizarra também está a excelente versão de My Boo, sucesso do Ghost Town DJs e carta-marcada em qualquer set Miami Bass. Levada muito bem pela vocalista Samantha Urbani, seria essa canção o tal toque tropicool?

Você pode achar mais do mesmo, pode achar hype e pode até não gostar, mas tem muita gente interessada. Além da Tsugi, a NME e o The Guardian já falaram deles. Além disso, a banda já tem turnê marcada pelo Reino Unido para esse mês, seguida por apresentações no maior trampolim indie dos Estados Unidos, o festival SXSW, no Texas. O retorno para a Europa está marcado para a alta temporada dos festivais, com o Friends no line-up de eventos renomados: Leeds, em Londres, Les Nuits Botaniques, em Bruxelas, e o Primavera, em Barcelona.

Sim, aparentemente, o Brooklyn foi um ótimo começo.

Facebooktwitterredditpinterestmail
[ssba]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *