Seu Jorge em LA: D2 e Roy Ayers

A festa da música tupiniquim negra norte-americana tinha o nome “That 70s Soul” e a seguinte escalação: Leon Ware, Questlove, Miguel Atwood-Ferguson Ensemble e, entre outros grandes, Seu Jorge.

No meio de homenagens a Al Green, Curtis Mayfield, Gil Scott-Heron, Isaac Hayes, James Brown, Marvin Gaye, Sly Stone e Stevie Wonder, sobrou o Roy Ayers pro — nada de Seu nesta linha — Jorge.

Segurou a bronca.

E ainda mandou um clássico refrescado com as letras do D2.

Bobo nem nada, Seu Jorge já tinha o maior vibrafonista do soul no seu repertório com o Almaz.

Facebooktwitterredditpinterestmail
[ssba]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *